Bombarral Homepage  BOMBARRAL
  • Facebook
  • Twitter




1 outubro, sábado, 17:00

Concerto “Carnaval dos Animais”
Duo Preto no Branco
Piano a 4 mãos - Cristina Aleixo e Nuno Félix


Auditório da Escola Básica e secundário Fernão do Pó

O Carnaval dos Animais, de Camille Saint-Saens, é uma obra interessante para introduzir os mais novos, e não só, na música clássica… transportando-nos ao universo fantasioso e livre da imaginação, brinca com elementos sonoros que nos permitem identificar musicalmente os diferentes animais.


A música interpretada pelo Duo Preto no Branco e a componente gráfica de Rita Dias proporcionam uma experiência lúdica para as crianças, jovens e famílias, que em convívio familiar, assistem a um concerto.

Pretendemos, assim, fomentar o gosto pela fruição musical e contribuir para que a ida a um concerto se torne uma prática familiar descobrindo o Poder da Música.


Duo Preto no Branco


Apresentaram-se em recital no Palácio da Independência em julho de 2007, e desde então, regularmente, no Jardim Botânico da Ajuda. Em maio de 2017 a convite do Centro Cultural de Cascais, participaram na noite dos Museus, com um programa bastante eclético.

Em 2019, para além do Concerto da Primavera promovido pelo Jardim Botânico da Ajuda, voltaram a apresentar-se, em julho no Centro Cultural de Cascais e em setembro no Museu Nacional da Música, com um programa inteiramente dedicado a repertório francês da transição do séc. XIX para o séc. XX.

Em novembro 2019, interpretaram um programa dedicado a Stª. Cecília, no dia da sua celebração, como padroeira dos músicos e dos poetas; em dezembro, apresentaram-se no Palácio Nacional da Ajuda, com programa de Natal. Iniciaram o ano de 2020 com um concerto de Ano Novo, apresentado no Museu Nacional da Música e no Centro Cultural de Cascais.

No período de confinamento, motivado pela pandemia de Covid 19, as apresentações em concerto ficaram suspensas e prontamente colaboraram na iniciativa do Museu Nacional da Música De casa para o Museu #3. Criaram então um canal de youtube Preto no Branco - piano a quatro mãos (https://www.youtube.com/watch?v=TSe-A9MBk5k) através do qual têm divulgado as suas interpretações.

Através de concertos comentados, pensados para estimular o interesse e o gosto pela Música o Preto no Branco pretende promover a divulgação de repertórios e de compositores, alguns menos conhecidos, duma forma acessível, diferente e, por vezes divertida. Os comentários, de sua autoria, procuram dar ao público informação complementar acerca das obras e dos compositores apresentados.

Do seu repertório constam peças variadas de Bach a Piazzola, passando por Mozart, Schubert, Schumann, Grieg, Chopin, Debussy, Fauré, Ravel, Tchaikovsky, Foster, Milhaud, Satie, Scott Joplin, Gershwin, entre outros...

No âmbito da celebração do centenário da morte do compositor Camille Saint Saens, e da Exposição Temporária “Recordações de Camille Saint-Saëns (1835-1921): músico e homem” colaboraram na programação de concertos com a interpretação da obra “Carnaval dos Animais” à qual adicionaram a projecção de ilustrações da autoria de Rita Dias, formato com que agora se apresentam em Concertos para Famílias.



8 outubro, sábado, 21:00

Concerto Percussão Solo

Álvaro Cortez


Teatro Eduardo Brazão


Vencedor, com 19 prémios nacionais e internacionais como Universal Marimba Competition, Bélgica e Jeju International Music Competition na Coreia do Sul. Aplaudido pelos seus atributos sonoros e técnicos, combinando a técnica meticulosa, a inteligência musical Álvaro Cortez é uma das novas sensações da música erudita internacional! Neste concerto a solo traz um programa eclético, dinâmico e virtuoso.


Aplaudido pela ampla gama musical e capacidade inata de “extrair novos sons” (Sandra Bastos, Revista Dacapo), Álvaro Cortez é um pioneiro no palco global da percussão. Combinando a técnica meticulosa, a inteligência musical e um senso de leveza, as suas performances únicas são imbuídas de energia, paixão e poder que ressoam em todos os tipos de público.

Descrito pela pianista de renome mundial, Maria João Pires como “Irreverente, Brilhante, Ambicioso”, Álvaro Cortez vencedor de vários prêmios em competições globais de percussão incluindo Concurso Musicale Europeo, Itália, Universal Marimba Competition, Bélgica e Jeju International Music Competition na Coreia do Sul.

Álvaro apresenta-se frequentemente em festivais pela Europa, Ásia e América do Sul, incluindo Festival Percursos da Música, Braga Capital Europeia da Juventude (CEJ), Festival de Música de Antuérpia, Festival de Música de Lisboa, Festival de Percussão de Jeju, Festival Yamaha, Honda Music Festival, Desingel Music Festival, Klara Festival, Patagonia Percussion Festival e Belgium Music Days. Atualmente é artista convidado na Opera del Liceu de Barcelona e recentemente foi selecionado para gravar um CD na Orpheus Classical Music Label.


Programa:


1. C. Hatzis - Fertily Rites
2. L. I. Xenakis - Rebonds A
3. H. Stevens - Rhythmic Caprice
4. J. Psathas - One study
5. M. Glentworth - Blues for Gilbert



15 outubro, sábado, 21:00

Quarteto de Cordas

António Figueiredo (1º violino)
Pedro Figueiredo (2º violino)

Ricardo Mateus (viola)
Emídio Coutinho (violoncelo)


Auditório da Escola Básica e Secundária Fernão do Pó











Programa:


Haendel- Abertura Messias
Haydn - Serenade
Haendel - Largo
Bocherini - Minueto
Schumann - Träumerai
Mozart - Divertimento n°1
Bach - Ária em Ré
Purcell - 3 danças
Haendel - La Rejouissance



22 outubro, sábado, 21:00

Gala Lírica

Ana Cosme (Soprano)
Catia Moreso (Mezzo Soprano)
Bruno Almeida (Tenor)
André Henriques (Barítono)
Nuno Lopes (Pianista)


Teatro Eduardo Brazão









Programa:


1ª parte

Offenbach - Barcarolle (Os contos de Hoffmann)
Bizet - Au fond du temples (O Pescador de Pérolas)
Rossini - Largo Al factotum (Barbeiro Sevilha)
Bizet - Seguidille (Carmen)
Puccini - E lucevan le stelle (Tosca)
Puccini - Babbino Caro (Gianni Schichi)
Mozart - Bella figlia dell'amore (Rigoletto)
Verdi - Brindisi (Traviata)                       

2ª parte

Mozart - Il core vi dono (Cosi fan tutte)          
Delibes - Duetto Flores (Lakmé)          
Bizet - Habanera (Carmen)                
Bizet - Toreador (Carmen)                 
Lehar - Meine lippen (Giuditta)          
Lehar - Lippen Schweigen (Viúva Alegre)
Grever - Jurame          
Curtis - Non ti scordar        
Capua - Sole mio




29 outubro, sábado, 21:00

Concerto da Banda de Música

do Círculo de Cultura Musical Bombarralense


Direção Artística - Élio Leal

Teatro Eduardo Brazão




A 15 de fevereiro de 1979 nasce o Círculo de Cultura Musical Bombarralense, constituído por um grupo de antigos executantes que se encontravam dispersos pelo concelho do Bombarral e que formaram uma banda. Para ir ao encontro das muitas solicitações que tem na região e por todo o país, é desenvolvido um trabalho semanal cujo objetivo principal é a constante melhoria artística. Com um reportório diversificado, a banda apresenta-se em todo o tipo de eventos.

No ano 2000 foi uma das quatro bandas convidadas a participar nas comemorações dos 500 anos da descoberta do Brasil, atuando na Torre de Belém e no Parque das Nações. Em 2004 deslocou-se à ilha de S. Miguel (Açores) a fim de participar nas festividades locais no âmbito de um intercâmbio com a Banda Lira do Rosário. Entre 2004 e 2006 a banda abraçou um dos projetos mais singulares da sua história: a preparação, estreia e gravação da obra “Fantasia de um Fruto Imperfeito”. Uma composição original de Jorge Salgueiro, baseada num poema de Amado da Silva, que deu outra dimensão ao genuíno fruto do Oeste. Em 2006 e 2014, participou no Concurso de Bandas do Ateneu Artístico Vilafranquense. Em 2015 realizou um novo intercâmbio, desta vez com a Orquestra Volvic Enharmonie (França). No âmbito do seu tradicional concerto de Natal, a banda atuou com Sissi Martins, Rúben Madureira e FF.   

A banda conta com diversos registos discográficos, o mais recente, em 2019, foi um CD que envolveu todos os agrupamentos musicais da associação no âmbito do 40º Aniversário do CCMB. A Banda de Música do CCMB conta com 55 elementos e desde 2018 é seu maestro titular, Élio Leal.


Repertório:


1. Candide, Abertura - Leonard Bernstein
2. Poeta e Aldeão, Abertura - Franz von Suppé
3. La Gazza Ladra, Abertura - Gioacchino Rossini
4. Valsa N.º 2 - Dmitri Shostakovitch
5. El Camino Real - Alfred Reed
6. Arabesque - Samuel R. Hazo