Bombarral Homepage  BOMBARRAL
  • Facebook
  • Twitter

Comemorações do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

“Quando a boca e os pés são mãos”

11-12-2008
“Quando a boca e os pés são mãos”
O átrio da Câmara Municipal do Bombarral acolheu, entre os dias 3 e 5 de Dezembro, uma Exposição de Pintura da Associação dos Artistas Pintores com a Boca e os Pés.
 

A actividade decorreu no âmbito das comemorações do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, e além de admirar os magníficos quadros que estiveram em exposição, quem passou pela autarquia teve ainda oportunidade de assistir a uma demonstração de pintura ao vivo pela pintora Maria de Lurdes Oliveira.

A mostra foi promovida pela autarquia, em colaboração com a Sociedade dos Artistas Deficientes Manuais (SADM), com sede em Caldas da Rainha, que representa no nosso país a Associação dos Artistas Pintores com a Boca e os Pés.

Esta associação internacional foi criada em 1956, no Luxemburgo, por Arnult Erich Stegman, pintor com a boca. Tem como missão divulgar os trabalhos destes artistas e distribuir pelos mesmos, em forma de bolsa, os lucros das vendas das suas obras.

Integram actualmente a associação mais de sete centenas de artistas de todo o mundo, estando Portugal representado por Maria de Lurdes Oliveira, pintora com o pé, e Maria Vitória Nogueira, pintora com a boca.

Funcionando como uma editora, a SADM efectua a reprodução, em forma de postais de Natal ou de calendários, dos trabalhos que os artistas, de todo o mundo, enviam para a associação.

A venda é feita exclusivamente através dos correios, mas quem tiver interessado em adquirir estes artigos poderá igualmente fazê-lo na sede da associação em Caldas da Rainha

Além da venda, a associação também promove regularmente exposições com o objectivo de divulgar as obras destes artistas. No caso do Bombarral, os visitantes tiveram ainda oportunidade de ver Maria de Lurdes Oliveira trabalhar ao vivo.

Tendo nascido sem braços, Maria de Lurdes Oliveira cedo se habituou a fazer com os pés o que normalmente se faz com as mãos, tendo tido “uma vida tal e qual as outras jovens”.

O gosto pela pintura surge igualmente bastante cedo. Já na primária a artista tinha por hábito desenhar bonecos alusivos aos textos que escrevia e inclusivamente “a professora referia que era uma pena se não seguisse Belas Artes”.

Embora não tenha podido seguir a sugestão da docente, a pintura permaneceu na vida de Maria de Lurdes Oliveira, que hoje, graças à Associação dos Artistas Pintores com a Boca e os Pés, da qual é bolseira desde 2004, é uma mulher profissionalmente realizada e que vive do seu trabalho.

Fonte: Município do Bombarral