Bombarral Homepage  BOMBARRAL
  • Facebook
  • Twitter

Exposição de pintura de Alain Bertrand vai estar patente até dia 23 de julho

Museu Municipal acolhe “Máscaras em Oração”

26-06-2017
Museu Municipal acolhe “Máscaras em Oração”
[+] Fotos
“Máscaras em Oração” é o título da mostra de pintura que vai ser possível visitar, até dia 23 de julho de 2017, na sala de exposições temporárias do Museu Municipal do Bombarral.

As obras expostas são da autoria do pintor francês Alain Bertrand, que escolheu a aldeia dos Baraçais, no concelho do Bombarral, para viver, considerando o artista tratar-se de “um território de forte inspiração”, como sublinhou o presidente da Câmara Municipal na altura da inauguração da exposição, que ocorreu na tarde do passado dia 17 de junho.

Recordando a primeira abordagem feita por Alain Bertrand, o autarca explicou que “mesmo sem conhecer o seu trabalho, pelas palavras e sentimentos transmitidos, acreditei desde logo no projecto e começamos de imediato a preparar esta exposição”.

Para o autarca, as obras que compõe esta mostra, representam uma “arte muito vincada ao autor, com muita expressão e muita força”.

Por fim, José Manuel Vieira realçou que Alain Bertrand “é muito bem-vindo ao Bombarral”, considerando que “embora já fizesse parte da nossa família, a partir de agora fica com um vínculo ainda mais forte a esta terra que o acolhe e que quer muito que aqui seja feliz”.

“Estamos gratos por ter escolhido o Bombarral para viver e quem sabe não possa dar um grande impulso na criação de trabalhos artísticos, associados ao nome do Bombarral”, concluiu.

Por sua vez, Alain Bertrand fez questão de começar a sua intervenção, endereçando um agradecimento especial ao presidente da edilidade pela oportunidade de poder apresentar o seu trabalho no Museu Municipal

Como referiu, as telas que seleccionou para esta exposição, fazem parte de um conjunto intitulado “Mascaras em Oração”, tendo todas sido pintadas nos Baraçais, onde o pintor vive há mais de dois anos com a esposa, Marie Bertrand.

“O título desta exposição pode parecer complicado: as máscaras são as que nós usamos todos os dias, representam o nosso quotidiano e aquilo que queremos que vejam”, explicou o artista.

No entanto “podemos recusar os jogos de máscaras e tentar descobrir o rosto despojado, mas real e sincero”, frisou Alain Bertrand, acrescentando que para o conseguir “inspirei-me nas longas e solitárias orações dos monges de Cister que permaneciam imóveis durante horas há espera de ver o verdadeiro rosto da luz”, através da oração.

“Certamente não consegui atingir este estado mas todos nós sabemos que é a imaginação que dá sentido ao real”, acrescentou o pintor, sublinhando que “todos sabemos que existem muitas realidades, cada um transmite-as da forma que lhe é possível e eu faço-o através destas telas”.

Reforçando o agradecimento endereçado ao presidente da autarquia, o artista agradeceu também a Claudia Silva, coordenadora do Museu Municipal, e Paulo Coelho, técnico de comunicação da autarquia, “pela ajuda preciosa e o empenho na concretização deste evento”.

Natural de Dijon (Bourgogne-France), onde nasceu em 1952, Alain Bertrand, é professor de arte e terapeuta na arte, tendo criado e promovido vários ateliers de pintura com crianças deficientes mentais e intelectuais.

Com um estúdio clássico de pintura, começou com o estilo abstrato, mas a partir do ano de 2000, o seu trabalho volta-se para um semi-figurativo, sempre à procura da Luz tanto nas paisagens, como no rosto humano.

Realiza exposições desde 1970 e as suas obras estão presentes em muitas colecções, em diversos países europeus.
Fonte: Município do Bombarral - Paulo Coelho