Bombarral Homepage  BOMBARRAL
  • Facebook
  • Twitter


 

PERCURSOS PEDESTRES

7 passeios a pé ou de bicicleta para descobrir o concelho do Bombarral

Percursos identificados por François González de Quijano, constantes no livro da autoria intitulado "Bombarral a Pé".

Informações práticas

Grau de dificuldade dos passeios
Os passeios estão desenhados para toda a família. Contudo, no caso um determinado passeio apresentar uma dificuldade especial, uma nota chama a atenção na apresentação inicial do percurso.

Duração
O tempo indicado é calculado na base de uma velocidade média de 3 a 4 km/h.

De inverno... de verão...
Na temporada mais chuvosa, alguns caminhos podem ser lamacentos, especialmente junto a linhas de água. No verão, não se esquecer de levar boné ou equivalente, e água para beber.

Nº nacional de emergência: 112
Emergência de qualquer natureza, alerta de incêndio…

Transportes públicos
O Bombarral é servido por transportes ferroviários e rodoviários
http://www.rodotejo.pt/
http://www.cp.pt/

Respeitar a natureza e as gentes
Não colher fruta nas árvores, respeitar a propriedade alheia, cumprir as normas de cortesia… Não fazer lume de qualquer natureza entre Abril e Novembro.

Posto de Turismo do Bombarral
Este posto disponibiliza informações sobre o Concelho e toda a Região de Turismo do Oeste. Encontra-se na Praça do Município.
Aberto entre 9h-12h e 14-17h30.
Tel: 262609053; email: turismo@cm-bombarral.p




Sanguinhal
O Vinho


Extensão: 8,5 km
Duração: 3 horas


Da Quinta das Cerejeiras à Quinta do Sanguinhal, o passeio presta homenagem ao vinho, fundamental na identidade deste Concelho.

A maior parte do circuito faz-se por caminhos de terra, mas por onde é fácil andar. No seu final, e por estrada asfaltada, visitar-se-á a capela de S. Brás.

Para um conhecimento mais aprofundado, entre na Wineshop da Quinta das Cerejeiras, marque uma visita à Quinta do Sanguinhal (Tel: 262 609 190) e, noutra oportunidade, desloque-se até à Adega Cooperativa do Bombarral (no Cintrão, direção de Torres Vedras).


Ponto de partida:
Quinta das Cerejeiras, Largo dos Aviadores Encontrará um estacionamento na entrada da Praça do Município; também há lugares disponíveis na Rua Madre de Deus, ou na Rua Júlio Tornelli, paralela à via-férrea.
Continua-se pela Rua da Madre de Deus, atravessando o respetivo largo e as vias-férreas na passagem de nível.

Km 0,150
Virar à esquerda, logo depois da passagem de nível, para o caminho paralelo à via-férrea

Km 0,300
Passar a ponte e continuar até à bifurcação onde se escolhe o caminho da direita

Km 0,800
Começar a subir a colina, continuando pelo caminho principal e seguir sempre em frente.

Km 1,900
Passado o ponto mais alto da colina (70m), virar à direita para o caminho que desce e vai levar ao Sanguinhal.
Continuar até cruzar a estrada asfaltada e aí virar à direita para a aldeia do Sanguinhal.

Km 3,0
Quinta das Faias.

Km 3,150
Igreja de Santo António

Km 3,200
Virar à esquerda na Rua D. Helena, logo após a mercearia e voltar à direita na Travessa das Parreiras, continuando pela Rua dos Combatentes da Grande Guerra

Km 3,550
Virar à direita no caminho de terra e continuar até à aldeia de Famões que se atravessa

Km 4,450
Depois da ponte, virar à direita para uma serventia agrícola e continuar até voltar à estrada.

Km 5,100
Seguir a estrada, ao longo de 150 m, e subir pelo caminho não asfaltado até ao ponto mais alto

Km 5,400
Virar à direita para um caminho que vai até à Quinta do Sanguinhal.
Regressar pelo mesmo caminho, que levou à quinta, e virar na primeira à direita, passando ao lado de casas bastante arruinadas

Km 6,300.
Continuar a subir pelo mesmo caminho, até ao entroncamento com a estrada asfaltada

Km 6,700
Seguir pela direita a estrada asfaltada que desce para o Bombarral e continuar até chegar ao cemitério.

Km 7,600
Capela de São Brás.
Continuar pela estrada e, na rotunda, seguir em frente até chegar à passagem de nível e à Quinta das Cerejeiras, ponto de partida e de chegada do
passeio (km 8,5).




Quinta dos Loridos e A-dos-Ruivos
O Lado Oriental do Concelho

Extensão: 2 km
Duração: 1 hora


Este passeio, proporcionar-lhe-á uma «visita guiada» do BuddhaEden, espectacular jardim oriental instalado na mata de sobreiros da Quinta dos Loridos (traçado amarelo).

Ponto de partida:
Parque de estacionamento  da Quinta dos Loridos (indicações a partir da rotunda da Nacional 8 a 1km do Bombarral, na direção de Óbidos)


Extensão: 10 km
Duração: 3 horas


Em complemento, e para fazer contraponto a este exotismo, propomos uma pequena caminhada do lado da aldeia vizinha de A-dos-Ruivos, através dos campos mais a Leste do Concelho (traçado cor-de-laranja).

Ponto de partida:
Junto à estátua gigante de Kuam-Yin, no ponto mais elevado do BuddhaEden. Entra-se no primeiro carreiro à direita atrás da estátua, ao pé de personagens com 4 braços e turbano ornado dum cránio.
Continua-se até encontrar, 500 metros mais adiante, um caminho, que se segue à esquerda e leva à estrada asfaltada, onde se vira à direita.

Km1,6:
200 metros mais adiante, virar à direita no primeiro caminho. Prosseguir até chegar ao pé do muro da antiga fábrica. Voltar a esquerda em direcção à estrada.

Km2,5
Entrar na primeira rua à direita (Elisa Leal Mouga) e virar a esquerda na Travessa dos eucaliptos.
Continuar até ao fundo

Km 2,9
Virar a direita, na direcção da «casa amarela», e entrar no carreiro, que vai descendo.

Km 3,0
Voltar para trás e dirigir-se à capela. (a chave está ao cuidado do moleiro).
Continuar, subindo pela rua principal

Km 3,5
Um pouco mais acima: um pequeno largo com uma casa antiga.
Da estrada principal, dirija-se para o coreto e, dali, para o velho freixo
Continua-se pela Rua do Rossio e, atravessando-se a estrada, progride-se pela ruazinha em frente e volta-se a estrada, à pouca distância do moínho.
Voltar à estrada, em direcção à aldeia, e entrar no carreiro a direita pelo portão do «Casal Monteiro».
Seguir em frente, para além do casalinho e do cume da pequena colina.
Ao fundo, virar à esquerda e continuar até à aldeia.

Km 5,6
Virar à direita, na estrada asfaltada.

Km 6
Entrar no caminho a direita e continuar sempre em frente.

Km 7
Na rotunda do Carvalhal,virar a esquerda e entrar a seguir no 2º caminho à direita (casas nº 7 e 5).

km 8,4
Junto do moínho, vira-se à esquerda e entra-se na aldeia do Sobral do Parelhão. Continuar pela «Travessa do Mouzinho », até ao «Largo da Juventude».
A «Rua Velha» leva até a capela de Santa Ana.

Km 8,6
Continuar pela estrada principal; na rotunda, continuar pela estrada asfaltada até à Quinta dos Loridos.




Carvalhal
A Fé

Extensão: 7 km
(3 km pelo atalho)


Duração: 2 horas
(1 hora pelo atalho)


De Nossa Senhora do Socorro até o santuário do Senhor Jesus, o passeio incide principalmente nos sinais da Fé, numa freguesia que parece ter predisposição para ela.

O circuito faz a volta pela bonita aldeia do Carvalhal, por andanças fáceis, exceto o trecho inicial, que utiliza uma agreste senda na encosta do Rio do Carvalhal, que se pode evitar entrando diretamente na aldeia.

Se desejar fazer um passeio mais curto, siga o atalho marcado com tracinho descontínuo.


Ponto de partida:

Ermida de Nossa Senhora do Socorro, na entrada Sul do Carvalhal (há ali espaço para estacionar no terreno adjacente à capela).
Para visitar a capela, dirija-se à Junta de Freguesia

Km 0,1
Virar á direita, na Calçadinha da Ponte, antes de entrar na povoação, e voltar à esquerda, logo antes da ponte; atravessar o riacho e continuar pela senda a meia encosta.

Km 0,7
Virar na primeira rua a esquerda, na direção da igreja.

Km 0,8
Passando em frente da Casa do Despacho, chegamos à Capela do Santíssimo Sacramento
Virar na primeira rua a esquerda (Rua de Mestre Hermínio). Ao fundo, virar à direita e continuar em frente.

Km 0,9
A Torre

Km 1
Subir a Rua do Hospital até à esquina com a Rua de S. José.

Km 1,1
Continuar a subir a Rua do Hospital, até o Grémio da Lavoura

Km 1,4
Chegando ao chafariz, subir pelos degraus até alcançar um pequeno largo. Continuar até a Casa dos Mouras.

Km 1,5
Virar à esquerda, subindo pela Rua do Padre Prata e continuar sempre em frente durante cerca de 1 km.

Km 2,4
Depois das «Casas da Vinha », virar a esquerda no caminho que se vai juntar à estrada asfaltada.

Km 2,7
Na estrada, virar à esquerda para o Carvalhal, passando em frente da Casa do Rocio, do poeta Ventura.

Km 2,9
Virar na Rua da Oliveirinha (a segunda a direita), na qual se apanha, logo à entrada, a Rua das Chafueiras, que desce pelo vale. Continuar no caminho principal, atravessando duas vezes a ribeira, seguindo-se sempre em frente.

Km 4,8
Progredir, até voltar à direita para uma serventia agrícola, que, mais abaixo, vai dar a um caminho mais largo, onde se vira a esquerda.

Km 5,7 (2,0)
Continuar em frente, na direção das torres do Santuário.
No segundo cruzamento, virar a direita para o santuário.

Km 6,0 (2,3)
Santuário do Senhor Jesus.

Km 6,2 (2,4)
Sair do recinto, continuar pela estrada asfaltada que leva até a Ermida de N. S. do Socorro, ponto de partida e chegada do passeio.





Delgada / S. Mamede
À procura da antiga mata


Extensão: 14 km
Duração: 3,5 - 4 h



O passeio da Delgada corresponde já a uma razoável caminhada.

O percurso atravessa três pequenas zonas de mata ; as visitas a monumentos são reduzidas ao mínimo.

A caminhada far-se-á por declives bastante acentuados, contudo acessíveis à qualquer pessoa sem limitação física; também é utilizável por «ciclistas todo-o-terreno».

Ponto de partida e de regresso:
Largo da Ponte Velha, na Delgada, perto da ligação a Norte desta povoação com a A8 e a N8 Passa-se a ponte e, à esquerda, sobe-se pela Rua da Paz. Continuar sempre em frente, pelas ruas D. Pedro V e Rainha D. Amélia, até chegar ao museu «Aldeia dos Pequeninos», na parte alta da aldeia

Km 0,5
Aldeia dos Pequeninos

Continuando a subir pela rua, para onde se abre a porte do Museu, chegamos ao Clube Recreativo Delgadense, a partir do qual iniciamos
a descida, em diagonal, pela Rua. Cabeço do Moinho, prolongada pela
Rua Sacadura Cabral.
Passa-se por detrás de um moderno armazém de fruta, e vira-se, na esquina, descendendo em direção à ponte, para prosseguimos abaixo da
auto-estrada.

Km 1,1
Atravessa-se a Nacional 8, e a Linha do Oeste.
Continua-se até as primeiras casas dos Baraçais.


Km 2

Virar na Rua do Espírito Santo e subir até a Capela.
Continuar para o Casal da Merca (caminho de terra) cerca de 1km.

Km 3,5
Virar a direita no 1º cruzamento quando se desce a colina na direcção de Delgada.
No cruzamento seguinte, voltar a esquerda, para Norte, entrando na pequena mata.
Após sair dela, virar a direita no caminho maior, na direcção de Roliça.

Km 5,3
Antes da cruz das Almas, virar a direita e passar a ribeira sobre uma pequena ponte.
Atravessar o lugar de Casal Fialho e continuar para São Mamede.

Km 6
Cruzando-se a estrada, continuar pela Rua da Caldeira…

Km 7,5
…até às cancelas que dão para atravessar a via-férrea.

Km 7,7
Continuar até ao largo, onde se situa o Solar e Capela dos Mello, e o chafariz.

Km 8
Passar em frente do palácio, e virar a esquerda, seguindo a indicação «Boavista».
Voltar pela serventia a esquerda, logo após a ponte da auto--estrada.

Km 8,5
Perto do túnel debaixo da auto-estrada, virar a direita para o caminho que vai subindo a colina.
Prosseguir até Usseira pela R. Vale Figueras; prosseguir pela R. das Poças Nabiças.
Perto do lavadouro, entrar na R. da Faveca, e virar a direita na estrada asfaltada (R. da Vitória).

Km 12
Pouco depois a indicação «Alto dos Cabecinhos», entrar no caminho a esquerda que faz esquina com um armazém de fruta.
Prosseguir por este serventia, atravessando um pomar (propriedade privada, obrigado de não mexer na fruta!).
Após uma agreste descida, virar a direita, e continuar durante cerca 1 km até chegar a Delgada pela «R. de S. Pedro».
(A chave da capela está ao cuidado de uma família que tem sua casa do lado oposto da rua).


Mon Barral
No berço do Concelho


Extensão: 11,5 km
Duração: 3 h



Este passeio desenvolve-se nas suaves elevações a Noroeste de Bombarral, terras que foram as primeiras a serem valorizadas pelos monges de Alcobaça e seus rendeiros nos séculos que seguiram a Reconquista. Esta área, que na altura pertencia à Quinta da Granja, era chamada «Mon Barral» (Mons Barralis).

Vamos portanto visitar o berço do Concelho, terras votadas ainda hoje à agricultura. O passeio vai ser mesmo rural!

O percurso desenvolve-se sem apresentar dificuldades técnicas notáveis.


Ponto de partida:

Rotunda na esquina da Rua Infante D. Henriques com a Av. Dr. José de Albuquerque (O estacionamento é possível R. Infante D. Henrique em frente da creche ou na Av. Albuquerque, perto da padaria/café Migalhas e do café Napoleão).
Seguir a direcção «Lourinhã, Vale Côvo» por uma rua asfaltada, que vai subindo ligeiramente em direcção da auto-estrada.
Passar debaixo do viaduto da autoestrada e continuar pela Rua do Falcão, que desce na zona rural.
Continuar sempre em frente.

Km 1,0:
Depois da ponte da ribeira, abandonar a estrada asfaltada e entrar no caminho de terra, à direita, que vai subindo ligeiramente.
Continuar sempre em frente neste caminho, durante cerca 1km;
Antes de chegar ao topo da colina, virar a direita no entroncamento com vários sobreiros.

Km 2,1
Continuar por este caminho, que desce ligeiramente entre pomares.
Atravessar a estrada asfaltada (cuidado com o trânsito!)

Km 3
Entra-se no caminho do outro lado da estrada, marcado pelas iniciais «J. F.» Continua-se sempre em frente.

Km 3,6
Perto de um pequeno lago, virar a esquerda entre vinhedos.

Km 3,9
Virar novamente a esquerda na segunda intersecção, entrando no caminho plantado de árvores. Continuar até a Quinta.

Km 4,5
Virar a direita na estrada asfaltada, seguindo por ela, e entrar no carreiro que leva à antiga Quinta de Vila Viçosa, na entrada de Azambujeira.

Km 5
Um pouco acima da velha Quinta de Vila Viçosa, um carreiro pouco transitado segue um muro e contorna a povoação, juntando-se à um caminho em que se vira à direita para descer até a estrada asfaltada. Continuar nesta estrada, durante cerca de 1,5km, ultrapassando os reservatórios de água.

Km 7,4
Quando a estrada começa a descer, virar à esquerda num caminho que entra na aldeia dos Baraçais.

Km 7,8
Atravessar a aldeia até chegar à Capela; continuar para baixo e recuperar a estrada asfaltada, descendo pelo lugar.

Km 8
Logo antes da ponte, no local em que se encontra uma adega, vira-se no caminho à direita.

Km 8,5
O caminho atravessa uma linha de água, sobre uma frágil ponte de madeira, e segue a beira do Rio Real.
Continuar a beira do Rio Real, passando abaixo da auto-estrada (Km 9,4) e em frente de um ponte dando acesso a Quinta da Granja (Km 9,6)

Km 10,3
Continuar até chegar a uma rua asfaltada, na entrada do Bombarral.
Subir pelo «Bairro das Oliveiras», voltando ao ponto de partida pela Rua Mouzinho de Albuquerque.