Bombarral Homepage  BOMBARRAL
  • Facebook
  • Twitter

PR1 - Trilho da Batalha da Roliça


Este percurso pleno de História tem início junto ao painel de azulejos que retrata a Batalha da Roliça, no centro dessa localidade, e desenvolve-se ao longo de 9,7 km. O traçado leva-nos em direção à 1ª Posição Francesa, numa pequena elevação a norte, para rumar daí à Columbeira. Após sair desta aldeia, tem a opção de encurtar a caminhada, seguindo pela variante PR1.1 a par da Ribeira da Zambujeira.

Continuando no percurso principal, inicia-se a subida à Serra do Picoto para prestar reverência ao túmulo do Tenente-Coronel Lake e descobrir a 2ª Posição Francesa. No miradouro do Picoto poderá contemplar toda a área envolvente e ganhar forças para o regresso ao ponto inicial, feito entre caminhos rurais e uma paisagem agrícola geometricamente trabalhada pelo Homem. Caminhos calcorreados por centenas de soldados à espera de serem descobertos.

Parta à aventura!

A Batalha da Roliça

A Batalha da Roliça é a primeira batalha da Guerra Peninsular em solo português, tendo ocorrido no dia 17 de Agosto de 1808. Nessa manhã, Wellesley, comandante em chefe do exército britânico, ordenou um ataque envolvente na zona da povoação da Roliça, contra a divisão do general Delaborde. No entanto, a força de 15.000 anglo-portugueses não consegue cercar os 4.500 franceses, que retiram ordenadamente para as alturas da Columbeira, posição mais forte defensivamente.

Pela tarde, é posto em prática um plano idêntico ao da manhã. Todas as brigadas deveriam avançar de modo coordenado, para que a manobra de cerco surtisse o efeito desejado. Contudo, o coronel George Lake, à frente do 29º regimento, decide iniciar o ataque sem esperar a ordem geral, ação que não foi bem sucedida, culminando na sua própria morte. Para salvar o regimento, o general Wellesley dá ordem geral de ataque e os seus soldados iniciam a subida às alturas
da Columbeira.

Sob o risco de ficar cercado, o general Delaborde ordena a retirada, rumo a sul, na direção de Lisboa, salvando deste modo a maioria das suas forças. Virá, mais tarde, reunir-se aos reforços vindos da capital, e participará na decisiva batalha do Vimeiro, a 21 de Agosto, que põe fim à primeira invasão francesa a Portugal.


Descarregue o flyer do percurso AQUI